Cópia de IMG_7595

Um laboratório é um local muito complexo, cheio de oportunidades dinâmicas de aprendizado, as quais pedem diversos materiais e profissionais muito bem preparados para lidar com os equipamentos e os estudantes, assim garantindo que a matéria seja compreendida por todos. 00

  1. Vidrarias:

    Conjunto de vidrarias é essencial para que os experimentos sejam realizados, afinal, não é qualquer recipiente que pode ser utilizado em experiências e por isso, se torna um material fundamental em qualquer laboratório de química.

  2. Balança de precisão:

    Outro produto substancial para qualquer verdadeiro laboratório é a balança de precisão. Além de este material permitir que diversos experimentos de diversas áreas sejam realizados durante as aulas, ele ainda ajuda a demonstrar que a exatidão e a atenção aos mínimos detalhes é essencial dentro da química.
     
  3. Produtos para as experiências:

    Materiais como os conjunto de ácidos, reagentes e solventes são indispensáveis para qualquer laboratório, afinal, são itens primordiais para a execução de incontáveis experiências e fazem parte da matéria teórica dada em sala de aula.

  4. Lava olhos:

    A segurança dos estudantes jamais deve ser menosprezada, por isso equipamentos como o Lava olhos portátil ou o Chuveiro lava olhos são obrigatórios, exatamente por garantirem a segurança de todos no local em caso de algum acidente. Afinal, a intenção é manter o ambiente escolar seguro e educacional, jamais torná-lo perigoso.

  5. Corantes:

    O Conjunto de corantes, além de ser essencial em alguns experimentos, pode auxiliar a facilitar visualização da atividade pelos alunos e deixar outras experiências mais dinâmicas e divertidas. Lembrando que a função de aulas laboratorias é exatamente trabalhar com estes itens, a dinamicidade do conteúdo e permitir a visualização do mesmo para assim facilitar a memorização e compreensão da matéria.

Construir um bom laboratório exige diversos materiais além de ótimos profissionais que saibam como lidar com o que é fornecido no ambiente laboratorial de forma educativa e segura, por isso, muitos optam por obter o Conjunto básico para laboratório, ou, se procuram uma opção mais completa, a Unidade Mestra Química com Sensores, Software e Interface que permitem uma experiência ainda mais ampla dentro de um laboratório, graças a sua grande variedade de materiais!

sailors-903033_1920

Uma chave dicotômica é um sistema que serve para classificar ou separar algo em diferentes grupos. Isso é feito respondendo questões sobre duas opções, uma das respostas se abre para mais duas opções e sem sequência o processo é repetido até que a classificação final seja alcançada. Este sistema é utilizado principalmente na classificação dos seres vivos, facilitando a organização da informação!

conjunto-simulador-para-chave-dicotomica

A Chave Dicotômica fornecida pela Homelab cumpre a função de estudar a construção simulada de diferentes chaves dicotômicas o que é essencial, auxilia no trabalho de diferenciar e comparar um item do outro e assim classificá-lo, tudo isso dentro da importante biologia clássica, com temas como a sistemática, classificação das espécies e taxonomia. Além disso, o material pode ser utilizado nos anos finais do ensino fundamental, no ensino médio, escola técnica, graduação e pós-graduação na área de biologia.

Um exemplo de chave dicotômica seria:

1a. Planta sem vasos condutores……………….Musgo

1b.Planta com vasos condutores…………(Siga para o 2 e continue a classificação)

2a. Planta sem sementes……………………….Samambaia

2b. Planta com sementes………….(Siga para o 3 e continue a classificação)

3a. Planta sem frutos……………………………Pinheiro.

3b. Planta com frutos……………………………Mangueira.

O professor pode promover que os estudantes criem individualmente chaves dicotômicas sobre diferentes temas, até mesmo que estejam fora da área da biologia, tudo para que os estudantes compreendam melhor a função dessa ferramenta.

Que tal uma chave dicotômica sobre comida, meios de transporte, livros ou até mesmo sobre os aplicativos que os estudantes usam em seus celulares. Simplificar o conteúdo que vai ser inicialmente utilizado dentro de uma chave dicotômica pode ajudar os alunos a compreender como ela funciona e então, por consequência, melhorar a habilidade deles de utilizar este método com temas mais complexos da área biológica.

Este é um material que pode ser usado de maneira ampla e muito diversificada por um longo período de tempo em diversas fases da vida acadêmica de um estudante, por isso é um ótimo investimento para qualquer instituição de ensino.

A Homelab oferece materiais que trabalham em áreas como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Geografia e História, focando sempre em diminuir a dificuldade de aprendizado dos estudantes e proporcionar um ensino cada dia melhor.

Compartilhe Tags
0 comentários

Cópia de IMG_7610

Uma das maiores vantagens das aulas práticas é desenvolver nos alunos a capacidade deles tirarem suas próprias conclusões e melhorarem a habilidade de análise de dados, além de deixar a aula mais divertida, instrutiva e facilitar a compreensão do conteúdo. Desde experimentos simples até os mais complicados, são várias as opções que podem ser realizados com a ajuda da Balança de Precisão, afinal, ela é um equipamento básico e totalmente essencial em qualquer laboratório. Estes são apenas 3 dos experimentos que podem ser desenvolvidos com este material:

1. O mais leve e o mais pesado!

Que tal transformar a aula em uma competição saudável? O professor pode disponibilizar uma balança para cada grupo de alunos, com a ajuda de objetos que os próprios estudantes possuem, como lápis, canetas, borrachas, o próprio estojo deles e até mesmo os celulares a atividade pode ser realizada. Todos devem pesar o seu material, por exemplo, cada aluno pesa seu estojo, o mais leve e o mais pesado da classe ganham um ponto. O aluno que tiver o maior número de pontos ganha um prêmio de escolha no professor!

2. Qual é mais pesado?

Outra atividade que o professor pode promover ainda incentivando a competitividade é dar 2 opções aos alunos, como uma certa quantidade de água e pouca quantidade de outro material extremamente mais denso. De longe o professor pode promover que os estudantes adivinhem qual é mais pesado e então abordar a questão da densidade de forma dinâmica e surpreendente após apresentar os resultados finais.

3. A água furiosa!

Materiais:

Além de ser um equipamento necessário em diversas experiências que o professor pode realizar ou pedir para que os estudantes realize em sala de aula, a Balança de Precisão pode ser utilizadas no preparo prévio de materiais para as aulas.

A Balança de Precisão vendida pela Homelab é eletrônica, tem uma capacidade de 5010g, precisão de 1g, com microprocessador, tara subtrativa em toda a escala. Display digital de cristal líquido (LCD) com 8 dígitos de 7 segmentos (o que facilita a leitura pelo usuário), unidades de pesagem disponíveis em g, kg e ct, o que consequentemente facilita a interpretação dos dados obtidos em sala de aula. O equipamento possui 8 funções: pesagem simples, contagem de peças, porcentagem absoluta, porcentagem relativa, verificação de peso, cálculo estatístico, pesagem de animais vivos e função básica (incorpora contagem de peças e porcentagens absoluta e relativa). Além de ser ajustável ao ambiente de trabalho com dois níveis de velocidade de leitura, ela possui comunicação com Excel, Hiperterminal e Bloco de Notas através da saída serial RS232! O modelo é aprovado pelo Inmetro conforme portaria Inmetro/dimel nº 0008, de 05 de janeiro de 2012.

balanca-de-precisao

A Homelab valoriza atividades que mudem a rotina, assim como as citadas anteriormente, por isso trabalha com materiais para áreas como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Física, Geografia e História, esperando que com o auxílio de seus materiais a educação se torne cada dia mais prática e efetiva.

IMG_8353

Aposto que muitos já pensaram em utilizar uma jarra de vidro comum ou até de plástico no lugar de um béquer na hora de realizar uma experiência, porém, isso jamais deve ser feito. Apesar de terem aparências similares, o vidro (e principalmente o plástico) não é igual ao material utilizado no béquer e isso deve ser levado em conta na hora de tomar esta decisão. Apesar de soar como uma pequena diferença insignificante que não interfere realmente em nada, é importante ter consciência de que na grande maioria das vezes, as vidrarias utilizadas em laboratório são feitas de vidro cristal ou temperado, para que assim as medidas sejam mais precisas, o recipiente não reaja com a substância contida nele e ainda possa ser submetido ao aquecimento direto ou indireto sem jamais quebrar ou comprometer sua estrutura física de qualquer maneira. O recipiente errado não afeta apenas o resultado da experiência, mas também se torna um risco a segurança de todos ao redor do experimento.

conjunto-de-vidraria--pecas

As vidrarias de laboratório devem ser tratadas com o maior cuidado possível, até porque o vidro utilizado é extremamente trabalhado, o que o torna mais caro do que os que usamos no dia a dia em nossas casas. São essas diferenças que não conseguimos observar a primeira vista que tornam a utilização das vidrarias essenciais. Para adquirir essa resistência mecânica ao calor, ao choque térmico e a grande variedade de produtos químicos, o vidro borossilicato é normalmente adicionado aos componentes do vidro comum durante a fabricação das vidrarias de laboratório. O vidro borossilicato também conta com um coeficiente de dilatação menor que o do vidro comum e um ponto de fusão maior, ambas importantes características para experiências laboratoriais seguras e corretas. No geral, este tipo de vidro não reage com as substâncias usadas em laboratório (o que é uma propriedade essencial, uma reação não deve jamais atrapalhar outra e gerar resultados confusos, incorretos ou até perigosos) e trabalha muito bem com a questão do aquecimento direto ou indireto.

Além disso também existem algumas vidrarias escurecidas para armazenar compostos que reagem a luz. A verdade é que existem milhares de opções de vidrarias usadas em diferentes situações experimentais dentro da ciência, mas todas elas pedem o material adequado para garantir que o resultado final esteja correto e ainda garantir a segurança de todos a sua volta!

Aulas práticas que promovam experiências são essenciais dentro de um ensino de qualidade, isso porque elas ajudam na memorização, compreensão da matéria, na hora de tirar as dúvidas, permitem a visualização do conteúdo, auxiliam os alunos a interpretarem melhor a matéria e ainda deixam a aula mais leve, isso graças ao dinamismo que os experimentos proporcionam dentro do ambiente escolar.

A Homelab valoriza a real ciência e sabe da necessidade da utilização de uma vidraria adequada, por isso fornece o Conjunto de Vidrarias de 156 peças e diversos outros materiais para áreas como ciências, física, biologia, matemática, geografia e história, os quais prometem também auxiliar os professores em incontáveis aulas práticas, as quais asseguram uma mudança extremamente positiva na educação da sua instituição de ensino.

IMG_7774

O Berçário de Mudas trabalha com mais questões do que pode aparentar! Este material permite a análise e comparação do brotamento de sementes semelhantes com irrigação diversificada, por exemplo, com variação de quantidade de água, soluções ácidas, básicas, hormônios diversificados e ainda é possível fazer comparações com sementes variadas, onde é possível observar o tempo de brotamento, comprimento de raízes, resposta à irrigação e comparação de tempo de brotamento de sementes modificadas, condicionadas ao tipo de solo em que serão semeadas.

Porém, o que todo esse aprendizado traz como efeito na educação é o que realmente importa. Materiais simples como este podem mudar de maneira significamente a educação.

1.Promove a individualidade

Se a atividade de análise e comparação for realizada individualmente, cada aluno vai adquirir sua própria perspectiva sobre a situação, criando assim sua própria opinião sobre o tema e desenvolvendo o pensamento de forma individual. Esta questão da individualidade trabalha com a autoconfiança do estudante, o que impacta diretamente no desempenho do aluno em provas e testes individuais que o coloquem sob pressão.

A comparação e análise são o que permitem que alunos cheguem em uma conclusão própria, desenvolvendo o pensamento crítico. É de grande importância que o aluno desenvolva essas habilidades de forma individual, para assim formar sua própria personalidade e opiniões, e não baseá-la na do seu colega.

2. Desenvolve a paciência

hourglass-620397_960_720

Atualmente vivemos em um mundo muito imediatista, a paciências dos estudantes está cada dia menor. Porém, os experimentos que podem ser desenvolvidos no berçário são todos realizados durante um longo período de tempo (o que em si, já é uma vantagem para o professor que vai ter atividades diferenciadas garantidas por algumas semanas), o que acaba trabalhando com a questão do desenvolvimento da paciência nos jovens estudantes.

O desenvolvimento da paciência ajuda muito com o dilema da ansiedade, a qual é muitas vezes a grande culpada por alunos inquietos em sala de aula.

3. Facilita o ensino de botânica

A área da botânica é um das mais problemáticas dentro da biologia. A grande quantidade de informação nessa frente dificulta a memorização da matéria e confunde muito os estudantes.

O Berçário de Mudas trabalha com temas como angiospermas, morfologia externa, monocotiledôneas, dicotiledôneas; sistema de transporte, a nutrição das plantas e o sistema de controle nas mesmas.

Trabalhar com itens mais dinâmicos e práticos que permitam a visualização como o Berçário de Mudas pode ser uma ótima maneira de deixar a aula mais leve, ajudar na explicação, facilitar a compreensão e criar uma situação muito mais favorável a criação de uma memória de longo prazo.

4. Aborda de maneira divertida a ecologia

green-2551467_960_720

A preocupação com a natureza, aquecimento global, poluição e a natureza em si é um tema de extrema importância nos dias atuais. Até mesmo alguns dos países mais importantes do mundo demonstram a sua preocupação com a situação ecológica do nosso planeta.

Experimentos com o Berçário de Mudas contribuem para a criação de um apego emocional entre o aluno e a natureza em si, relação de extrema importância para garantir o futuro do nosso planeta. Além de permitir que o estudante compreenda o quanto a natureza é realmente complexa e isso, então, incentive um posicionamento de respeito e cuidado diante da mesma.

Como sempre, a Homelab tem consciência da importância de aulas práticas no dia-a-dia dos estudantes pois sabe que ao deixar as aulas mais dinâmicas, a compreensão do conteúdo fica mais fácil, permitindo assim um desempenho acadêmico ainda mais alto. Por esse motivo investe em materiais tão dinâmicos quanto o Berçário de Mudas em outras áreas, tais como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Geografia e História.

Compartilhe Tags
0 comentários

IMG_7921

Os alunos desenvolvem preferência por certas matérias e áreas de conhecimento ainda cedo. Atividades divertidas, dinâmicas e práticas ajudam a criar uma ligação positiva entre o estudante e o conteúdo em questão. Apesar do conteúdo futuramente se aprofundar, as aulas de ciências no ensino fundamental, nada mais são do que física, química e biologia básica, ou seja, essa conexão positiva pode acabar se estendendo para essas outras matérias no ensino médio.

Laboratórios permitem que os estudantes tirem suas próprias conclusões do que observaram durante suas análises, o que, além de trabalhar com o raciocínio lógico, promove a independência de cada aluno.

Um laboratório de ciências pode ser o local perfeito para um berçário de mudas por exemplo. Este material permite o estudo da área botânica da biologia pela observação do comportamento de cada planta. O berçário gera a oportunidade de comparar o comportamento de cada muda, por exemplo, é possível realizar a análise do brotamento de sementes semelhantes sob circunstâncias diferentes e de sementes diferentes sob as mesmas circunstâncias.

A área da botânica tende a gerar muita dificuldade entre os alunos, as quais se intensificam mais ainda no ensino médio, quem sabe, o berçário seja a oportunidade perfeita para trabalhar com essa questão, pois atividades prática estão diretamente ligadas com uma boa memorização e compreensão de conteúdo.

Outro equipamento que permite o trabalho com a questão do aluno fazer as próprias descobertas, é o Pluviômetro Digital. Ele pode indicar a quantidade total de queda de água da última hora, últimas 24 horas e ainda a última chuva com hora e data de registro.

Cabe apenas ao professor saber utilizar estes materiais de maneira que cumpra o seu papel didático. Afinal, um laboratório de ciências é um local de descobertas e diversão, mas, acima de tudo, de aprendizado.

IMG_7389 (2)

Quando a questão são aulas práticas de ciências, os microscópios não podem ficar de fora. Além de normalmente chamarem muito a atenção e o interesse dos alunos, eles garantem ainda mais oportunidades para realizar experimentos dentro do ambiente laboratorial.

A realidade é que um laboratório de ciências permite que os professores brinquem com a questão das aulas dinâmicas, as opções são muitas e podem trabalhar desde os assunto mais básicos como os 5 sentidos até a questão do DNA. Todas essas possibilidades fazem com que este se torne um bom investimento, afinal, pode ser usado em todas as etapas do ensino fundamental e ainda é um grande diferencial da maioria das escolas.

A relevância de aulas dinâmicas e práticas não devem jamais ser menosprezadas. Além de auxiliar o professor na explicação, acelerar a compreensão do conteúdo, ajudar a manter o interesse dos alunos e permitir que os estudantes tirem dúvidas que surgem apenas na hora da prática, ainda trabalha diretamente com a criação de uma memória de longo prazo. Exatamente por ter consciência de tudo isto que a Homelab oferece materiais que trabalham com a dinamicidade e a prática em diferentes áreas, tais como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Física, Geografia e História, focando sempre em diminuir a dificuldade de aprendizado dos estudantes e proporcionar um futuro ainda mais brilhante para a educação.

Compartilhe Tags
0 comentários

img_8196

O eletromagnetismo pode soar como algo confuso, quem sabe até mesmo inútil para alguns alunos, o que eles não sabem é como esse tema rodeia a vida deles! Por exemplo, um eletrodoméstico extremamente comum e que trabalha com o eletromagnetismo é o microondas. As microondas geradas pelo aparelho causam vibrações no dipolo das moléculas de água, aquecendo-as, o que faz com que qualquer alimento que possua água em sua composição seja aquecido! Cabe ao professor ser capaz de mostrar aos alunos que apesar do eletromagnetismo soar confuso e não poder ser visto, seus efeitos são cotidianos e estes podem sim serem observados com a ajuda de experiências e materiais adequados!

Alguns experimentos que ajudam a demonstrar de forma lúdica os efeitos do eletromagnetismo são:

Trem magnético caseiro

Gerador de energia com imã

Como fazer um ímã elétrico, o eletroímã

Além disso, materiais como o Conjunto de Eletricidade, Magnetismo e Eletromagnetismo ou o Conjunto para Eletromagnetismo trabalham de maneira dinâmica – porém bem mais didática – com o ensino dessa tão importante, complexa e apaixonante área!

IMG_8206

O Conjunto para Eletromagnetismo aborda assuntos como a lei de Ohm, capacitor, diodo, resistores, resistores ôhmicos e não ôhmicos, resistor variável e suas associações em série, paralela e mista, Lei das malhas de Kirchhoff, o que é uma malha, a Lei dos nós de Kirchhoff, o que é um nó, o campo magnético, os ímãs permanentes, mapeamento do campo magnético de um ímã, imantação por indução, linhas de indução magnética, campo magnético, ímãs permanentes, ímãs temporários e o eletroímã, fenômenos eletromagnéticos e a indução eletromagnética, medida da diferença de tensões e intensidades de corrente elétrica AC, a constante de tempo de carga e muito mais!

A relação entre magnetismo e a eletricidade é de extrema importância até hoje, o que torna este conteúdo ainda mais interessante e essencial. Esta relação foi descoberta em 1820 quando Hans Christian Ørsted aproximou uma bússola de um fio que unia os dois polos de uma pilha elétrica. Ele verificou que a agulha imantada deixava de apontar para o norte Norte e agora indicava perpendicularmente o condutor elétrico! Mais ou menos na mesma época, Dominique François Arago descobriu que o ferro adquiria propriedades magnéticas quando nas proximidades de uma corrente elétrica e então, André-Marie Ampère, envolveu uma barra de ferro em um condutor enrolado em helicoidal, acabou então por criar o primeiro eletroímã!

A Homelab sabe da importância da visualização da matéria, de aulas dinâmicas e práticas durante o complicado processo de aprendizado, e trabalha sempre sob os ideais de uma educação em constante evolução. É por esse motivo que a Homelab oferece materiais que trabalham com a questão da evolução da educação em diferentes áreas, tais como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Geografia e História, focando sempre em diminuir a dificuldade de aprendizado dos estudantes.

Compartilhe Tags
0 comentários

IMG_7709

Todo profissional no ramo da educação sabe que a matemática tende a ser uma das matérias que causam maior dificuldade de aprendizado entre os estudantes, desde o ensino fundamental até o superior. Tal fato, por si só, já significa que é necessário sempre investir e inovar no ensino dessa matéria. Estes 3 materiais que vão ser apresentados podem se tornar grandes ferramentas na hora de enfrentar a dificuldade que os alunos sentem quanto a matemática.

  1. Conjunto para Proporção Inversa e Equação de 1º Grau

conjunto-para-proporcao-inversa-e-equacao-de--grau

O Conjunto para Proporção Inversa e Equação de 1º Grau é com certeza um dos materiais que podem mudar completamente o ensino de matemática, mas também impactar outras áreas de estudo!

Quando os alunos não compreendem plenamente a equação de primeiro grau, a dúvida se estende para muitos outros conteúdos, tais como as próprias equações de segundo e terceiro grau, Além de atingir outras matérias, como química e física, as quais eventualmente dependem desses cálculos de primeiro grau para que os alunos compreendam suas próprias questões. Por este motivo é de total importância investir no ensino da equação de 1º  grau, pois este conteúdo pode acabar se tornando o responsável por uma enorme reação em cadeia de dúvidas e dificuldades em diversas áreas ao longo dos anos.

2. Kit Desenho Geométrico em Madeira

Como os professores sabem, grande parte dos erros que os estudantes cometem e que tem relação com esses materiais, vem pelo uso incorreto dos mesmos! O Kit Desenho Geométrico em Madeira permite que o professor utilize o compasso de 600mm, a régua de 100mm, o transferidor de 180°, o esquadro de 30°, 60° e 90° e o esquadro de 45° e 90° no quadro negro em frente de todos os alunos, o que gera a possibilidade dos mesmos visualizarem como realmente se utiliza cada um desses materiais e compreenda melhor a função de cada um.

Além disso, por ser um material em uma proporção fora do comum, ele tende a chamar mais atenção dos estudantes graças ao fator lúdico.

3. Conjunto para Sólidos, Superfícies de Revolução e Secções

conjunto-para-solidos-superficies-de-revolucao-e-seccoet

O Conjunto para Sólidos, Superfícies de Revolução e Secções é dedicado ao estudo da geometria espacial, sólidos de revolução, sólidos gerados pelo movimento de rotação de uma superfície qualquer em torno de um eixo, o retângulo em revolução como um cilindro, o triângulo em revolução como um cone, o semicírculo em revolução como uma esfera, o cone de revolução interceptado por um plano, as secções cônicas, a hipotenusa do triângulo em revolução como uma superfície cônica e muito mais. Este material trabalha novamente com a questão da visualização e ludicidade, ambas características que influenciam de modo positivo a memorização da matéria.

O foco é em criar real interesse dos estudantes pelo assunto e na criação de uma memória de longo prazo quanto ao conteúdo, isso graças aos materiais lúdicos, dinâmicos, práticos e explicativos destacados neste texto. A Homelab oferece materiais que trabalham com o dinamismo e experimentação em diversas áreas, tais como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Geografia e História. Por meio dos equipamentos que oferece, a Homelab se mantém sempre focada em proporcionar aos educadores e instituições de ensino o que é necessário para obter a mais alta qualidade de ensino possível.

Compartilhe Tags
0 comentários

maxresdefault

O agitador magnético pode ser usado para muitos fins. Ele facilita e acelera diversas experiências que podem ser usadas como ferramenta de ensino durante o processo de educação, aqui vamos citar 2 exemplos que se tornam muito mais divertidos com o uso desse material.

1. Tornado magnético!

2. Vai e vem das cores!

Para esta experiência, vão ser necessários:

O primeiro passo é adicionar alguns mililitros da solução de indicador universal a cerca de 800 mL de água, até que a coloração esteja intensa, tudo isso dentro de um béquer. Em seguida, coloque o béquer sobre o agitador magnético, acrescente a barra de ímã e ligue a agitação. Então, coloque uma colher de chá de leite de magnésia. Adicione 2 a 3 mL da solução de ácido clorídrico no béquer sob agitação. Observe o que acontece. Continue adicionando alíquotas de 2-3 mL de ácido.  

O experimento leva mais ou menos 30 minutos e pode ser usado para abordar a questão do pH em sala de aula!

A Homelab sabe da importância da visualização da matéria, de aulas dinâmicas, práticas e dos experimentos durante o complicado processo de aprendizado e trabalha sempre sob os ideais de uma educação em constante evolução. É por esse motivo que a Homelab oferece materiais que trabalham com essa questão em diferentes áreas, tais como Ciências, Química, Biologia, Matemática, Geografia e História, focando sempre em diminuir a dificuldade de aprendizado dos estudantes.