blog 1Ciências e experiências são coisas indissociáveis. A possibilidade de comprovação e aplicação prática dos conceitos científicos é o suporte essencial para a validação de teorias. Na escola, aulas experimentais são o complemento ideal ao que foi estudado em sala de aula, auxiliando a engajar mais os alunos e a tornar o ensino das ciências mais dinâmico, divertido e mais fácil de assimilar.

No caso da Química, muitos alunos a enxergam como uma matéria difícil, repleta de fórmulas, nomenclaturas e teorias. Porém,  os conceitos dessa disciplina estão presentes em inúmeros fenômenos que nos cercam no nosso dia a dia, da preparação de alimentos às reações realizadas pelo nosso próprio organismo. Muitas vezes, o que falta é o estímulo necessário para despertar a vontade de estudar e investigar esses fenômenos. Por isso, a Química é uma das disciplinas que podem se beneficiar – e muito – das aulas em laboratório.

A realização de atividades práticas pode ser a motivação que falta para que os alunos vejam como a Química explica, na prática, situações do nosso cotidiano. As experiências aguçam a curiosidade e a imaginação, auxiliando os alunos a entenderem e fixarem os conceitos estudados em sala, além de estimular questionamentos investigativos e a capacidade de resolução de problemas dos estudantes. Essa aplicação prática da teoria ministrada pelo professor proporciona aos alunos a manipulação de objetos e elementos que, juntamente com a troca de ideias como o educador, vão ajudar na compreensão do conteúdo e na percepção da sua relevância no mundo que nos cerca.

E, ao contrário do que muitos pensam, realizar experimentos químicos não precisa ser algo complicado nem demanda a utilização de equipamentos caros e sofisticados. Como citamos, ela está presente no nosso dia a dia e existem diversas maneiras de observá-la na prática, com itens simples e fáceis de encontrar.

Pensando nisso, você pode conferir a seguir 4 dicas de experiências de Química para fazer em sala de aula e estimular os alunos a adquirirem o gosto pelo fazer científico.

1 .A Densidade e o Ovo

Para esse experimento você vai precisar de ovos crus, copos de vidro, sal, uma colher e água.

Para começar, coloque água em um dos copos e simplesmente adicione o ovo, observando se ele afunda ou flutua. Em um segundo copo, coloque a mesma quantidade de água, adicione sal e misture bem. Coloque o ovo e observe seu comportamento novamente. Depois, em um terceiro copo, adicione partes iguais da água pura e da água com sal. Jogue o ovo no recipiente e confira como ele irá se posicionar. Por fim, alterne adicionando mais água doce e mais água salgada, sempre observando a movimentação do ovo dentro do copo.

No primeiro caso, o ovo afunda, pois sua densidade é maior que a da água. Ao adicionar sal, a densidade do líquido aumenta, tornando-se maior que a do ovo e, assim, ele flutua. Quanto mais sal foi acrescentado na água, mais sua densidade aumentará e mais próximo à superfície o ovo ficará.

Uma dica legal é realizar essa experiência para verificar se o ovo está estragado ou bom para consumo. Se ele afundar, significa que ele está fresco. Caso afunde, ele pode ser consumido. O ovo recém-posto pela galinha fica quase todo cheio em seu interior, restando apenas uma pequena quantidade de ar e, por isso, afunda.

Com o passar do tempo, o ovo perde água através dos poros da casca, se tornando menos denso. Quanto mais tempo passa, mais a quantidade de ar dentro dele aumenta. Portanto, se o ovo flutuar na superfície do recipiente com água pura, ele não deve ser consumido, pois, com certeza, está estragado.

2.Bolhas Gigantes

Esse é um experimento bem simples. Para realizá-lo, você vai precisar de detergente, água, xarope de milho, balde ou bacia bem grande e uma mangueira ou bambolê.

Para começar, coloque na bacia 100 ml de detergente, 100 ml de água e 50 ml do xarope de milho. Se quiser fazer uma quantidade maior, sempre siga essa mesma proporção. Em seguida, misture bem e deixe a mistura descansar por uns dois dias. Mistura pronta, faça um arco com a mangueira ou o bambolê, passa-os pela mistura e movimente-os para formar bolhas de sabão gigantes.

É impossível fazer bolhas apenas com água. Isso acontece porque o oxigênio de uma molécula de água sofre grande atração pelo hidrogênio presente na outra molécula de H2O, criando uma ligação forte e tornando difícil de separar essas moléculas para a formação de uma bolha.

As moléculas de água presentes na superfície da bacia exercem essa atração com as outras que estão ao seu redor, gerando a chamada tensão superficial, uma camada fina que fica na superfície da água. Ao adicionar o detergente no balde, ele reduz a tensão superficial do líquido. As moléculas do detergente interagem com as de água, separando-as e possibilitando a formação de bolhas. Porém, com o tempo, a água da bola começam a evaporar até que ela estoure.

O xarope de milho impede que essa evaporação aconteça com tanta facilidade. Isso acontece porque as moléculas dos elementos que compõem o xarope realizam ligações com o hidrogênio das moléculas de água. Isso cria fortes interações, que dificultam a evaporação da água e permitem a formação de bolhas maiores e mais resistentes.

3. Extintor de Incêndio Caseiro

Para realizar essa experiência, serão necessários uma garrafa PET de 600 ml, fita crepe, conta-gotas, um tubo de ensaio, 450 ml de vinagre e bicarbonato de sódio.

Comece fazendo um furo na tampa da garrafa com o diâmetro necessário para caber o conta-gotas, de modo que fique o mais justo possível. Em seguida, coloque-o no orifício que você fez na tampa e prenda-o com uma fita adesiva. Depois, coloque os 450 ml de vinagre dentro da garrafa PET e, no tubo de ensaio, adicione o bicarbonato de sódio e coloque-o dentro da garrafa, deixando o vinagre cerca de 2 cm abaixo da borda do tubo. Feche bem a garrafa. Em seguida, com o dedo indicador tapando a saindo do conta-gotas, sacuda a garrafa com bastante força para que o vinagre e o bicarbonato de sódio entre em contato e incidem a reação química. Por último, incline o extintor para a região que você deseja direcioná-lo.

A mistura dentro do extintor é uma aplicação típica de reações ácido-base. O jato que sai de dentro da garrafa é composto por acetato de sódio e ácido carbônico, produzidos por meio da reação entre o vinagre (ácido acético) e o bicarbonato de sódio. Essa reação resulta na produção de gás carbônico, aumentando a pressão interna dentro da garrafa, tornando-a maior que a pressão externa e fazendo com que o conteúdo seja expelido para fora da garrafa.

4.Cola de Leite

Para fazer essa experiência, você vai utilizar 2 colheres de leite em pó desnatado, 1/4 de copo de água morna, 1 colher de vinagre, 1/2 colher de bicarbonato de sódio, coador de papel, copo e funil.

Primeiro, dissolva o leite em pó na água, adicione o vinagre e mexa bem. Em seguida, leve ao micro-ondas e aqueça por 10 segundos. Retire e mexa bem. Você vai reparar que se formaram duas fases no copo: uma com um líquido amarelado e outra com uma massa branca. Caso não isso não tenha acontecido, aqueça por mais 10 segundos.

Coe a mistura em um filtro de papel, utilizando o funil. Lave a massa que ficou no coador com um pouco de água. Reserve a massa e coloque-a dentro de um copo. Se ela ficou muito dura, dissolva-a com um pouco de água. Por fim, adicione o bicarbonato de sódio e misture bem. A cola está pronta.

Um dos principais componentes do leite é uma proteína chamada caseína. Ela é bastante solúvel em água, mas sua solubilidade é alterada pela adição de ácidos, como o vinagre. Ao misturá-los, a proteína sofre alterações na sua estrutura e isso faz com que ela precipite no fundo do copo, separando-se da fase líquida do leite, chamada de soro. Ao adicionar bicarbonato de sódio à caseína, ele reage com o ácido e elimina os resíduos de vinagre da cola. Com isso, forma-se um espécie de sal de sódio, que tem fortes propriedades adesivas.

Viu só? Fazer experiências de Química pode ser muito simples. Com itens fáceis de encontrar, é possível mostrar para os alunos como os conceitos químicos estão presentes no nosso dia a dia, tornando a aula mais divertida e interessante e ajudando na assimilação de conteúdos passados em sala.

blog 2

Quer outras dicas de experimentos para montar seu plano de aula? Clique aqui e confira!

A Homelab fornece uma linha completa de materiais de laboratório para a área de educação para auxiliar no ensino prático das ciências. Acesse o nosso site, consulte nossos produtos e solicite um orçamento.

Compartilhe Tags
0 comentários

Deixe seu comentário