IMG_7762 (1)

A observação, além de facilitar a memorização e o processo de aprendizado, torna a aula muito mais divertida e dinâmica! Além de possibilitar que o professor promova atividades avaliativas diferentes e ainda, consiga observar os alunos lidando com a matéria em um ambiente com menos pressão psicológica do que uma sala de aula comum. Estas são 5 dinâmicas diferentes que podem ser produzidas em ambiente escolar que utilizam microscópios.

  1. Extração do DNA do morango:

    Para a atividade vai ser necessário selecionar 3 morangos e retirar os seus respectivos cabinhos verdes. O próximo passo é colocar os morangos dentro de um saco plástico e pressionar os mesmos com os dedos até que eles se tornem uma pasta quase homogênea e então, transferir essa pasta de morango para um becker. Em outro becker deve misturar 150 ml de água, uma colher (sopa) de detergente e uma colher (chá) de sal de cozinha. Mexer bem esta mistura com o bastão de vidro, porém devagar para não fazer espuma. O próxima passo seria colocar cerca de 1/3 da mistura de água, sal e detergente sobre a “pasta” morango. Misturar levemente os ingredientes com a ajuda do bastão de vidro e incubar a mistura em temperatura ambiente por 30 minutos. É recomendado mexer de vez em quando com o mesmo bastão. O processo segue ao colocar uma peneira sobre o becker limpo e passar a mistura pela peneira para retirar os pedaços de morango que restaram e enfim, colocar metade do líquido peneirado em um tubo de ensaio. O ideal seria colocar apenas cerca de 3 dedos no fundo do tubo. Despejar delicadamente a mistura no tubo (pela parede do mesmo, para escorrer pelo vidro) e sobre a solução, adicionar dois volumes de álcool comum. Não devemos misturar o álcool com a solução. Após aguardar cerca de 3 minutos para o DNA começar a precipitar na interfase. Após, uma sugestão que torna o experimento ainda mais interessante seria usar um palito de vidro, plástico ou madeira para enrolar as moléculas de DNA e então, observar o mesmo pelo microscópio.

  2. Célula da folha de uma Elodea:

    A proposta aqui é analisar de forma prática as células da folha da planta aquática Elodea! Para observar as células desta planta você pode retirar uma folha jovem de um dos ramos com a ajuda de um pinça e fazer uma montagem temporária, em água entre lâmina e lamínula. As folhas são muito finas e não precisam ser cortadas e podem ser examinadas com muita facilidade ao microscópio com luz transmitida. É interessante começar a observar em um pequeno aumento para se ter uma idéia geral da estrutura mais ampla da folha e, depois, com aumentos maiores, compreender os detalhes.

  3. Observação de uma célula animal:

    Para essa experiência é necessário uma lâmina bem limpa e com a ajuda de um palito, raspar cuidadosamente a mucosa interna da bochecha e depois de ter feito esse procedimento, esfregar o palito na lâmina. Coloque uma gota de corante azul de Metileno sobre o material e então, deposite a lamínula sobre tudo isso. Com um papel filtro retire o excesso e então, leve o resultado final ao microscópio e observe em todos os aumentos.

  4. Pele de cebola:

    É necessário tirar uma camada da cebola e ainda retirar uma película dessa camada da cebola; após ter feito isso se deve colocar a película em uma placa de Petri e adicionar algumas gotas do corante violeta genciana. Após aguardar 5 minutos, é necessário adicionar álcool etílico sobre as películas até encobri-las e deixar por mais 5 minutos. O próximo passo é colocar a película na lâmina e lavá-la com álcool duas vezes para retirar o excesso do corante e, depois, com água destilada. É necessário deixar a lâmina secar naturalmente e então, já pode levar ao microscópio para a visualização. As células da cebola são alongadas, com núcleo e parede celular evidentes.

  5. Repetir como Robert Hooke descobriu a célula:

    Com a ajuda de uma lâmina de barbear, deve-se realizar vários cortes transparentes na cortiça. Com um conta gotas, o próximo passo é depositar uma gota de água no centro da lâmina e em seguida, colocar o pedaço de cortiça no centro da lâmina e o cobrir com a lamínula. O próximo passo consiste em levar a lâmina ao microscópio e observá-la em todos os aumentos.

IMG_7422 (1) (1)

A Homelab oferece uma ampla gama de microscópios para atender qualquer demanda da sua instituição de ensino, além disso, também disponibiliza uma linha completa de acessórios para o aparelho e lâminas prontas para que as aulas com o microscópio também possam ser realizadas sem tanto preparo prévio e mais rapidez. Basta clicar aqui para conhecer todos os produtos que a Homelab oferece com foco em possibilitar e facilitar a execução de aulas com microscópios.

Compartilhe Tags
0 comentários

Deixe seu comentário