tecnologia-escolaO avanços tecnológicos têm impacto direto no comportamento e na rotina da sociedade atual. Hoje, vivemos imersos em tecnologia, em contato constante com aparelhos eletrônicos e aplicativos. As novas ferramentas transformaram nossas vidas e o modo como nos comunicamos e nos relacionamos, trazendo desafios e mudanças para todos segmentos da sociedade. Uma das áreas impactadas é, sem dúvidas, a Educação.

O ensino passa por um período de transformações e adequações aos tempos atuais. Governo e instituições de ensino têm buscado maneiras de reinventar estratégias pedagógicas já ultrapassadas e colocá-las em consonância com a era digital em que vivemos e com a nova forma de aprender da nova geração de estudantes. Assim, discutir os rumos da Educação passa, invariavelmente, pela inclusão das novas tecnologias e ferramentas no cotidiano do processo de ensino-aprendizagem, deixando para trás os moldes educacionais ainda vigentes e focar em adaptar-se à realidade desse aluno nativo digital.

Modernização da Educação

Os recursos tecnológicos foram, timidamente, sendo introduzidos aos poucos nas escolas, conforme a necessidade se fazia crescente. A utilização de vídeos, a introdução de computadores em algumas disciplinas e até mesmo o retroprojetor são exemplo do uso da tecnologia na Educação. Porém, com um acesso cada vez mais fácil à internet e a dispositivos de uso pessoal, essas tecnologias se tornaram obsoletas rapidamente e o sistema tem dificuldades em adaptar-se à nova cibercultura, demorando em modernizar-se.

A tecnologia deve ser vista e utilizada como uma grande aliada na construção de um sistema educacional mais inclusivo e capaz de expandir as barreiras do ensino para além da sala de aula, tornando-se cada vez mais interdisciplinar, interativo e acessível. O maior desafio é produzir metodologias de qualidade e relevância e que sejam, ao mesmo tempo, atrativos e estimulantes para os estudantes. E isso passa pela adoção de dispositivos móveis, computadores e recursos online no processo pedagógico.

Sendo assim, em alguns casos, a tecnologia conseguiu ganhar espaços nas escolas e conquistar um papel educacional importante nessas instituições. Vale ressaltar, porém, que a adaptação do ensino à nova realidade do século XXI não trata de simplesmente liberar o uso de aparelhos e recursos tecnológicos em sala, mas caminhar rumo a uma aprendizagem mais eficaz e abrangente. Desse modo, é natural que a modernização do sistema de educação seja focada na adoção de novas tecnologias e plataformas digitais e na utilização de sites e aplicativos educativos.

Novas Ferramentas e Impactos na Educação

As novas ferramentas têm o poder de potencializar a aprendizagem por meio de seus infinitos recursos. Ao apresentar ao aluno a possibilidade de aprender em um meio que lhe parece familiar e convidativo, a tecnologia amplia exponencialmente as potencialidades de determinado conteúdo ou disciplina. Nesse contexto, plataformas digitais que complementam o ensino presencial são uma tendência para a Educação, fornecendo uma espaço interativo, lúdico e interessante para reinventar a velha sala de aula e criar novas dinâmicas a partir das interfaces online.

Isso traz impactos positivos não apenas para o professor e para a instituição, mas principalmente aos estudantes. O tempo passado na internet passa a ser voltado também para o aprendizado e a aquisição de conhecimentos. Soluções como o gamification (ensino por meio de jogos) e o aprendizado por redes sociais são maneiras de utilizar a conectividade dos tempos atuais como importante aliada pedagógica.

Tecnologia no Dia a Dia Escolar

Portrait of clever students sitting at lesson and looking at laptop monitor

No contexto escolar atual, fica evidente a insatisfação de alunos de todas as idades com o modelo tradicional de ensino, com aulas meramente expositivas, em que só o professor se manifesta. O estudante, hoje, requer uma nova metodologia e precisa saber para que e por que determinado assunto precisa ser estudado.

Isso acontece por conta da realidade em que esse novo aluno está inserido, imerso na internet e de toda a velocidade, os estímulos e os conhecimentos que ela proporciona, o que torna muito difícil que ele desenvolva interesse pelo esquema lousa, giz e professor.

Se os alunos de hoje apresentam uma nova demanda por tecnologia e têm tanta afinidade com esses recursos, é fundamental que a escola aproveite essa oportunidade a seu favor. Afinal, é dever da instituição manter-se atualizada e acompanhar o ritmo da sociedade.

Aulas que utilizam tecnologia são versáteis e podem ser adaptadas a diversos tipos de alunos, de diferentes idades e níveis de conhecimento. Para isso, porém, é necessário que os profissionais estejam aptos a utilizar todas as ferramentas e recursos que a escola pretende implantar.

Uma ferramenta que vem sendo amplamente utilizada em instituições que já trabalham tecnologias em suas aulas é a internet na sala de aula. Blogs e sites, por exemplo, são recursos importantes para o desenvolvimento de atividades interativas, além de auxiliarem na alfabetização digital e serem uma oportunidade real para se explorar o uso da língua portuguesa e inglesa em seus diferentes formatos, seja lendo ou escrevendo.

Nesse sentido, a internet é uma ferramenta essencial no ensino do inglês. Através de jogos, mídias sociais, aplicativos e vídeos, os jovens de hoje têm frequente contato com a língua, o que evidencia a necessidade de aprendê-la para desenvolver essas atividades sem limitações.

Além disso, desenvolver projetos em que os alunos precisem pesquisar conteúdos na rede é uma forma de dinamizar as aulas e modernizar o ensino. Essas atividades podem ser complementadas com a implantação do uso diário de ferramentas de organização e compartilhamento de atividades, como Trello e grupos em redes sociais. Assim, lápis e agenda são substituídos por ferramentas online, mais familiares ao aluno do século XXI.

Outra opção é a utilização de jogos educativos. Atualmente, existem diversas plataformas que proporcionam uma verdadeira aventura pelo conhecimento, em que há toda uma dinâmica típica dos games, como fases, conquistas, pontos e objetivos, incluída no contexto das diferentes disciplinas. Assim, o aluno precisa adquirir conhecimento para passar ao próximo nível e continuar na brincadeira.

Outro recurso que vem sendo implantado a passos largos no Brasil, ao menos em instituições particulares, é a lousa digital interativa. Versátil e de fácil manuseio, ela oferece uma série de benefícios, podendo ser complementada pelas funcionalidades de laptops, tablets e smartphones. Isso permite que o professor saia da posição de portador único do conhecimento e passe a atuar como mediador, tornando o aprendizado mais dinâmico e engajador.

O Professor e o Modelo de Ensino

A tecnologia aplicada à Educação passa também pela modernização da figura do professor. O mundo online é hipertextuais e horizontal, supondo um multiplicidade de pontos de vistas, em um ambiente transparente e de fácil acesso, onde todos têm voz e são potenciais produtores de conhecimento.

Por isso, o educador tem o papel de estimular o aluno a contribuir com nova informações, sendo co-autor do processo de aprendizagem. Além disso, o professor pode ele mesmo se beneficiar da tecnologia, utilizando plataformas, sites e aplicativos que podem ser úteis no dia a dia da escola, ajudando na organização de aulas, controle de presença, criação de conteúdos novos e originais etc.

Atualmente, quando falamos em tecnologia, falamos também em interatividade. Sendo assim, a aplicação de recursos tecnológicos em sala de aula deve fornecer ao estudante soluções que permitam a interação. Nessa nova realidade, o ensino deixa de ter caráter transmissor, em que o educador como autoridade máxima distrai conteúdo, e se torna comunicativo, através que recursos que promovam a interatividade e a intervenção do aluno como receptor da mensagem, ou seja, o ensino torna-se bidirecional.

É irreversível a adoção cada vez maior de novas tecnologias às metodologias de ensino. Elas são parte integrante e constante no cotidiano de alunos e professores e mudaram a forma como o conteúdo deve ser ministrado e como ele é assimilado por esses estudantes. O uso desses recursos ajudar conquistar um maior engajamento por parte dos alunos, transformando-os em protagonistas do seu próprio processo de aprendizagem, ampliando as possibilidades de pesquisa e compartilhamento de informações e conhecimentos.

Esse avanços também fazem com que a educação se distancie dos padrões ultrapassados e ainda dominantes em muitas instituições, modificando a dinâmica em sala e a divisão das tarefas. Isso garante mais tempo para discussões em grupo, esclarecimento de dúvidas e interação entre os alunos. Além disso, auxiliam o professor a organizar-se e a criar novas metodologias, mais dinâmicas e interativas.

Pensando em facilitar a compreensão da dinâmica de aliar tecnologia e educação dentro e fora da escola para aprimorar os conteúdos vistos em aula, selecionamos 5 publicações, entre livros, e-books e artigos, que podem ajudar você, educador, a se familiarizar com o processo de ensino e aprendizagem na Era Digital.

1. [email protected] – a (r)evolução digital na educação

Autora: Martha Gabriel

Sobre: Na obra, a autora se propõe a auxiliar os professores a se sentirem preparados para acompanhar as tendências e possibilidades abertas pelos avanços da tecnologia na área educacional.

2Tecnologias Digitais na Educação

Organizadores: Robson Pequeno de Sousa, Filomena M. C. da S. C. Moita e Ana Beatriz Gomes Carvalho

Sobre: O livro apresenta uma seleção de artigos produzidos nas monografias de estudantes de Especialização em Novas Tecnologias na Educação.

3. Novas tecnologias e mediação pedagógica

Autores: José Manuel Moran, Marcos T. Masetto e Marilda Aparecida Behrens

Sobre: Na publicação, os autores abordam a revisão do papel do professor frente as tecnologias digitais e a perspectiva da construção de novas propostas pedagógicas.

4. Educação e Tecnologias

Autora: Vani Moreira Kenski

Sobre: No livro, a autora discorre sobre as relações existentes entre a educação e as tecnologias.

5. O que é o virtual?

Autor: Pierre Lévy

Sobre: A obra discute a virtualização do corpo e suas relações.

E a sua escola, como funciona? Alunos e professores utilizam a internet, computadores e dispositivos móveis em sala de aula? Compartilhe conosco suas experiências. Deixe-nos um comentário!

Compartilhe
0 comentários

Deixe seu comentário